Visitar

O Porto começa a deslumbrar o mundo e a encantar cada vez mais turistas que visitam a cidade. Nos últimos anos sucedem-se os prémios. A cidade está mais bonita, muitos edifícios foram recuperados ou estão em recuperação e os turistas chegam em grande número. Conheça os monumentos e atrações turísticas mais bonitas e famosas.

Torre dos Clérigos

Torre dos Clérigos

Obra barroca da autoria de Nicolau Nasoni, foi construída em 1753 como um marco para os navios que chegam ao Douro.

Uma subida dos 225 degraus é recompensada com uma vista panorâmica sobre a cidade e o rio Douro. Exposições e plataformas de observação no percurso permitem recuperar o fôlego e as placas ajudam a identificar pontos de referência da cidade e comparar a altura de outros “arranha-céus no mundo”.

Agora os visitantes passam da torre para um novo museu da Irmandade dos Clérigos e depois para o renovado Coro Superior, que abre uma vista para a bela Igreja dos Clérigos, destacada por sua nave elíptica e retábulo.

Foi o desejo de Nasoni de ser enterrado aqui, mas ninguém sabe exatamente onde, ou mesmo se ele acabou aqui.

Livraria Lello

Livraria Lello

O atual edifício em que se encontra instalada foi inaugurado em 1906. Distingue-se pela sua belíssima fachada Arte Nova, com apontamentos neogóticos. No seu interior destaca-se a decoração em gesso pintado imitando madeira e o grande vitral existente no tecto, que ostenta o monograma e a divisa da livraria: “Decus in Labore”.

É tão popular que tem que reservar online ou comprar um voucher (resgatável na compra de livros) na loja da esquina, onde há certamente uma fila. Pode parecer estranho uma livraria ter uma taxa de admissão, mas o sistema foi introduzido há alguns anos, quando a loja estava enfrentando uma crise no crescimento do número de visitantes. Não é apenas a maravilhosa coleção de livros, antigos e novos, que atraem as longas filas de visitantes. É também o facto de a livraria ter sido frequentada pela autora do Harry Potter, J.K. Rowling, quando viveu e trabalhou como professora no Porto na década de 1990 (casou-se com um português) e a livraria com a sua escadaria pode ter sido a inspiração para cenas em Hogwarts.

Avenida dos Aliados

avenida dos aliados

Avenida dos Aliados é geralmente considerada como o centro da cidade do Porto e é, como tal, a avenida mais popular. Edifícios com cúpulas, torres ou estátuas alojam bancos, escritórios de seguros e hotéis. No extremo norte, fica o Edifício da Câmara Municipal do Porto.

A avenida desce para a Praça da Liberdade, um palco para comemorações, festas, música, concertos e manifestações. No seu centro está uma estátua equestre de Pedro IV (1798–1834), fundador e primeiro governante do Brasil, que foi apelidado de ‘O Libertador’. Com vista para a praça no lado sul, o Intercontinental Hotel de 5 estrelas ocupa o majestoso Palácio das Cardosas.

A fama da Avenida dos Aliados, no entanto, recaía sobre o antigo Café Imperial. Agora, um local da cadeia de fast food do McDonald’s tem sido, mesmo assim, citado como o “mais belo do mundo”.

Estação de São Bento

estação s bento porto

Demasiada bonita para ser uma estação ferroviária. Batizada em homenagem ao mosteiro beneditino que originalmente ocupava o local, a estação foi projetada pelo arquiteto José Marquês da Silva e inaugurada em 1916. O seu grande hall de entrada é decorado com maravilhosos painéis de azulejos azuis e brancos, executados por Jorge Colaço em 1905-16. Os azulejos são cerca de 20.000 e representam os principais acontecimentos históricos da história de Portugal e cenas da vida tradicional no norte de Portugal.

Sé do Porto

sé do porto

A Sé Catedral tem origem romana e gótica (séculos XII e XIII), mas sofreu remodelações no período barroco (séculos XVII-XVIII) com contribuições de Nicolau Nasoni.

Quando entra na igreja, é atraído para o altar monumental de talha dourada com santos e anjos. A Capela do Santíssimo Sacramento é conhecida pelo seu altar de prata.

No claustro gótico destacam-se os elevados arcos de pedra. No segundo andar do claustro, o granito é aliviado por sete painéis de azulejos decorativos que retratam cenas do “Cântico dos Cânticos”. Uma escada projetada por Nasoni leva ao andar superior com azulejos do século XVIII mostrando cenas rurais e mitológicas. A Sala Capitular adjacente (Sala do Capítulo) tem ainda mais azulejos, desta vez mostrando cenas de caça. No andar intermédio, constituído por quatro salas abobadadas, está exposto o “tesouro” da Catedral. Em nove grandes vitrinas pode ver-se objetos de ourivesaria, paramentaria e livros litúrgicos, relativos ao culto da catedral.

Ribeira

ribeira do porto

Concedida ao Património Mundial da Unesco em 1996, a Ribeira foi uma das primeiras áreas da cidade a ser habitada. Hoje é o local do Porto mais pitoresco, com arcadas antigas, casas coloridas que abraçam o penhasco e um labirinto de ruas estreitas e tranquilas. Atualmente, o comércio fluvial é puramente para turistas, desde cruzeiros de uma hora até a “cidade das 6 pontes”, passando por viagens de uma semana ao longo do Rio Douro.

 

Cais da Ribeira

Agora é vibrante e colorido, com uma variedade de restaurantes com vista para o rio Douro, incorporados nas arcadas das antigas muralhas da cidade. Os vendedores de recordações e artistas de rua contribuem para um ambiente animado. É fácil passar horas nos terraços dos cafés, contemplar a beleza das paisagens ou jantar ao ar livre, olhando para as luzes cintilantes de Vila Nova de Gaia.

Ascensor da Ribeira ou Elevador da Lada é um transporte público situado no centro do Porto, junto à Ponte D. Luís I. Liga a Ribeira à encosta do Barredo, através de um elevador vertical e de um passadiço.

Ponte D. Luís I

ponte d luis i

Construída em 1880-86 para ligar o Porto com Vila Nova de Gaia, pelo engenheiro português Teófilo Seyrig, ex-sócio de Gustav Eiffel. A ponte de hoje, que faz parte do cenário de muitos postais e fotos, é uma estrutura arrojada com dois tabuleiros. Ambos os níveis são usados por pedestres, o de baixo também passam carros e autocarros e o de cima passa o metro.

Ainda ao lado do rio, logo depois da ponte, o Funicular dos Guindais liga o cais da ribeira com a Batalha na parte alta da cidade.

Igreja Monumento de São Francisco

Igreja de São Francisco

O exterior é simples, cinza e gótico, construído como parte de um convento franciscano em 1383-1425. Mas o seu interior é uma exuberância de dourado, desde o chão ao teto com uma deslumbrante talha dourada rococó. Os 210 kg de folha de ouro.

O destaque é o retábulo dourado e pintado representando a Árvore de Jessé (1718-21) na parede norte, representando a genealogia de Cristo, a árvore que se ergue do corpo reclinado de Jessé de Belém, pai do rei Davi e culminando em Cristo, com Maria e José de cada lado.

É Monumento Nacional desde 1910 e Património Cultural da Humanidade pela UNESCO desde 1996. O museu exibe obras de arte religiosa, mas de maior interesse para a maioria dos visitantes são as catacumbas.

Palácio da Bolsa

Palácio da Bolsa

Evidencia o poder económico e da prosperidade do Porto no final do século XIX. Foi construída sobre as ruínas do antigo convento de São Francisco, que foi destruído pelo fogo, e permaneceu a bolsa de valores da cidade até a década de 1990, quando se uniu à Bolsa de Lisboa.

Uma visita ao Palácio da Bolsa pode ser combinada com provas de vinhos nas Salas de Degustação de Vinhos de Portugal, onde pode servir-se de vinhos especiais a preços muito acessíveis (1,20€ a 6,40€) por funcionários simpáticos e prestativos. O Palácio também possui um restaurante elegante, O Comercial, com preço acessível para almoço e vista para o rio Douro.

Perto do Palácio tem o Instituto do Vinho do Porto (gratuito) é o local para aprender sobre o vinho do porto, com um excelente pequeno museu sobre a forma como os vinhos do porto são feitos e degustações de diferentes variedades (por uma pequena taxa).

Rua de Santa Catarina

rua Santa Catarina

A principal rua comercial para turistas e outros. Mesmo para os não compradores, é uma rua atraente para um passeio, com calçadas em mosaico, uma variedade de artistas de rua e o shopping Via Catarina.

Os turistas normalmente vão diretos para o famoso Café Majestic, que serve café desde 1921. Conhecido mais pela “Elite”, era um lugar de encontros políticos e culturais. Hoje é mais frequentado pelos turistas e os preços são altos, mas não encontra um café com ambiente mais elegante na cidade.

Nesta rua pode visitar a Capela de Santa Catarina (também chamada de Capela das Almas), completamente revestida de azulejos azuis e brancos. Os azulejos retratam cenas da vida de São Francisco de Assis e Santa Catarina.

Mercado do Bolhão

Mercado do bolhão

O famoso Mercado do Bolhão, um dos edifícios mais emblemáticos do Porto, foi recentemente fechado para obras. Foi um mercado desde 1838, quando a Câmara Municipal construiu uma praça num prado atravessado por um riacho (o nome Bolhão significa ‘grande bolha’). O atual mercado de ferro forjado de dois pisos só foi construído em 1914. Os vendedores no mercado distribuem-se por dois pisos e estão divididos em diferentes secções, designadamente: zona de peixarias, talhos, hortícolas e florais.

Agora, com as bancas do mercado temporariamente num espaço provisório, no centro comercial La Vie, na Rua Fernandes Tomás. Também pode encontrar muitas tentações gastronómicas á volta da praça do mercado.

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo